Nunca amei tanto ser idiota

Eu, que sempre tentei ser desapegada, me pego sendo tão romântica. E eu tento fugir de todos os jeitos e maneiras desse meu lado mas parece ser simplesmente mais forte que eu. Eu, que sempre tentei ter apenas alguns casos, sempre me pego imaginando um grande amor. E sempre acho que todos que aparecem são o meu você. Eu, que sempre procurei não me apaixonar, me vejo sonhando acordada com amores e paixões. E o pior é que faz tanto sentido pra mim. Eu, que nunca fui muito fã de histórias de amor, virei uma viciada em boas e clichês comédias românticas. E pior, espero um dia ter uma na minha vida. Eu, que sempre procurei me manter longe do amor, sinto ele em mim agora. Em todo o meu sangue e corpo. Em toda a minha mente e coração. E sabe, a pior parte – ou talvez, seja mesmo a melhor – é que nem existe um alguém. Eu, que sempre tentei fugir dessas coisas que deixam a gente meio abobalhados, me vejo sendo a maior boba da história. E sabe o pior, eu acabei aprendendo a gostar disso.
Eu, me vejo e me sinto apaixonada, mesmo sem ser por alguém, mesmo sem ter ninguém. Eu, uma apaixonada por tudo por ai, me vejo sendo meio idiota e boba. E sabe a pior parte? Nunca amei tanto ser idiota.

marina

Anúncios

Me conte sua opinião sobre isso

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s