Respira, inspira, respira, inspira

Vai ter mais poesia se for ao som de Fight song – Rachel Platten

Talvez, e só talvez.
Se não for pra ser, não será.
E se for, acontecerá.
Talvez, e só talvez.
Às vezes é mais fácil do que a gente espera.
Às vezes a gente complica o fácil porque acha que vai ser difícil.
A gente tá tão acostumado com o difícil que nem acredita que existe esse tal de fácil.
Ás vezes é só deixar nas mãos do destino.
É só deixar o universo controlar.
Porque se tiver que ser, vai ser.
Vai acontecer.
Vai fazer.
Mas se não tiver que ser…
Se não tiver mesmo que ser…
Daí se não tiver que ser, não vai ser.
Não adianta correr, gritar ou implorar.
Não adianta brigar com o mundo ou passar a odiar o acaso.
Não era pra ser, só isso.
E, apesar de você não enxergar, não agora pelo menos, tudo isso tem um motivo.
Talvez, de tão pequeno, você não veja.
Talvez ele seja jogado na sua cara.
Talvez o motivo pequeno leve ao motivo de maior importância da sua vida.
Mas são tantos talvez.
E eu já nem sei.
Mas aceita que às vezes não há nada à se fazer.
E respira, inspira, respira, inspira.
Lembra do oxigênio.
Lembra da areia do mar.
Do barulho da onda.
Do passáro na floresta.
Lembra daquele som.
Daquela pessoa.
E respira, inspira, respira, inspira.
Talvez, e só talvez.
Um dia você vai ver.
Na vida nada é realmente pra valer.
Mas tudo vale.
E é tão real.
Que talvez, e só talvez.
Pode ser que será.

cropped-marina2.gif

Anúncios

Me conte sua opinião sobre isso

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s