Sem querer

Fotografia: Autor desconhecido

Para mais poesia ouça Fools – Troye Sivan

Não tenho mais controle sobre a minha mente. Meus próprios pensamentos tem vontade própria e a vontade deles é sempre você. É engraçado porque no começo achava isso tão lindo, o fato de eu ir acordar e dormir pensando em você, só que agora isso já ultrapassou o ridículo. Eu lembro de você quando vejo abelhas e quando preciso usar algum comando no computador, lembro quando sinto cheiro de cigarro e sempre que alguém usa uma jaqueta jeans, na realidade eu tenho usado bastante minha jaqueta só pra poder lembrar de você. Eu lembro quando ouço uma trilogia de músicas e quando vejo qualquer coisa relacionada a elas e, sinceramente, aparentemente o mundo inteiro está relacionado a elas. É igual aquela síndrome de quando você descobre alguma coisa e de repente ela começa a aparecer em todos os lugares, você é minha síndrome. Eu te vejo em rosto aleatórios na rua, eu te enxergo onde não tem nem o que ver. E ai eu fico tentando não pensar em você porque isso me irrita tanto, mas a ironia mora em ao eu tentar não pensar em você eu penso em você porquê pra tentar não pensar em você eu preciso pensar em não pensar em você.
Mas o pior de tudo é a sensação, ela vem de longe em qualquer momento do dia e atrapalha seja lá o que eu tiver fazendo, sem pedir licença mesmo, e ela fica lá igual aquela palavra na ponta da língua que você não lembra qual é. Não, errei, essa não é a pior coisa; a pior coisa mesmo é quando eu lembro a palavra, quando eu percebo que a sensação é você e ai eu sorrio. Dura uns dois segundos o sorriso porque ai depois vem um monte de palavrões na minha cabeça, o meu riso é completamente involuntário e essa é a parte mais horrível. Lembrar de você me deixa, de sem querer, feliz. E é um sem querer meio querendo sabe. É um sem querer meio carregado de ilusões que me fazem acreditar que você está escrito no livrinho do meu destino. Só que também é um sem querer com a noção de que eu e você não tem rima, não tem imã. Um sem querer pesado de tão cheio de saber que a realidade não é tão romântica quanto os textos que eu amo escrever.

Anúncios

Me conte sua opinião sobre isso

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s