Meu adeus

Para mais poesia Firefly – Ed Sheeran

Hoje fazem seis anos desde nosso primeiro beijo. O último também. É idiotice da minha parte falar que você já me marcava muito antes daquele beijo?
Não que tenha parado de me marcar depois, a realidade é que eu já aceitei que tua marca está em mim pra sempre. Mas pra mim aquele beijo foi um adeus. Uma espécie de despedida que abriu portas para novos (re)começos.
Acho engraçado a coincidência de ter acontecido em pleno dia dos namorados, porém eu sei perfeitamente que nada é por acaso, não quando falo de você. Mais que o acaso, foi o destino trabalhando. Talvez para que eu sempre pudesse lembrar dessa data, afinal, o destino já sabia que se não fosse uma data que eu pudesse lembrar eu nunca lembraria.
O beijo aconteceu durante uma música que eu não estava nem prestando atenção pra saber qual foi, em um show que até hoje confundo as bandas e não tenho certeza. Com isso a gente só vê que o destino colocou nessa data realmente porque se não fosse eu não lembraria, o por quê ele faz questão dessa lembrança ficarei devendo dizer. Uma dívida que acredito nunca poderei pagar, considerando que tento entender esse pequeno formador de acasos há alguns anos – diria uns seis, aliás, oito – e até hoje isso é uma incógnita em minha mente.
Não vou me alongar e ficar refletindo em como o destino funciona na minha vida e na nossa história – nós temos uma história? – porquê meu objetivo aqui era falar da despedida. O adeus que significou também um olá. O adeus que serviu pra fechar um ciclo e abrir outro.
O meu coração ainda dispara na tua presença, ou na simples menção do teu nome, mas agora é um disparo de carinho, um disparo de alguém que sempre vai significar muito pra mim, um disparo de lembrar da primeira pessoa pela qual me apaixonei.

Você fica lindo embaixo de mim

Para mais poesia Feel you – Blackbear

Quando eu digo que te amo talvez eu tenha escolhido te amar
Ou talvez seja apenas a forma que eu escolhi para te chamar
Pra te falar “você fica lindo embaixo de mim”
Pra te gritar “sim”
Pra te lembrar que o que acontece entre a gente é segredo
Que contigo nada me dá medo
E que a gente faz a cama virar brinquedo
Que o nosso sentimento é bêbado
E faz a gente ficar chapado
Daquele jeito engraçado
Como se tivesse se apaixonado

Quando eu digo que te amo talvez eu tenha escolhido te amar
Ou talvez seja apenas a forma de mostrar
Que mais ninguém me faz tão bem quanto você
E eu culpo esse teu jeito doce que me dá vontade de te morder
Talvez seja a forma que tu tenta me compreender
Ou a tua vontade de comigo aprender
E de me ensinar
Com essa tua mania de tentar me dominar
Enquanto me faz gemer
E tremer

Quando eu digo que te amo talvez eu tenha escolhido te amar
Ou talvez seja apenas a forma de declarar
Que eu preciso exclamar
O quanto você me fez gamar

Ansiedade

Se você ama alguém com ansiedade e esse alguém não sou eu entenda que cada um age e pensa de uma maneira. Que, por mais que tenhamos o mesmo monstro na cabeça, as personalidades e tantas outras coisas diferentes faz com que nossas reações e jeitos que lidarmos com ele sejam diferentes. Inclusive porquê a ansiedade age de forma única no corpo de cada pessoa.

Lembre-se também que esse texto não expressa nem 1% do que realmente acontece dentro de mim ou de qualquer outra pessoa que sofra desse mesmo mal.

Hoje não vai ter “para mais poesia” ou fotografia porque isso não é poético. Ter ansiedade não é bonito e não é romântico.

Eu fiz esse texto porque não aguento mais ver as pessoas a minha volta indo embora ou ficando confusas pelo meu comportamento por não saberem – ou quando sabem, não entenderem – o que acontece dentro de mim.

Se você me ama precisa saber que eu tenho ansiedade.
É um transtorno que simplesmente fode com a minha cabeça e me faz enxergar um mundo distorcido. E não importa o quanto eu saiba que esse mundo não é real, ele sempre vai parecer real e eu vou acabar tratando ele como real porquê a linha entre o real e o que está apenas na minha cabeça é muito fina e, às vezes, eu simplesmente não consigo enxergar a diferença.
Nesse mundo tudo sempre vai dar errado, muito errado.
Nesse mundo todo mundo me odeia e não aguenta nem estar perto de mim.
Nesse mundo eu sou sozinha porque simplesmente ninguém se importa comigo.
Não importa o quanto eu saiba que as pessoas se importam.
Não importa o quanto eu saiba que as pessoas me amam e me querem por perto.
Não importa o quanto eu saiba que vai dar tudo certo.
Não importa o que eu sei porque minha cabeça vai dizer que eu estou errada e me dar a sua própria realidade, e eu vou aceitar ela. E mesmo quando eu brigo com a minha mente, mesmo quando eu digo que ela está errada, ela simplesmente me convence e eu acredito.
Eu tenho dias bons. Semanas, até meses se eu tiver sorte. São dias em que a ansiedade vai embora e eu fico tão bem, calma e em paz. Tudo é perfeito, leve e mágico. Tudo consegue ficar lindo quando eu não estou sentindo todos meus sentimentos juntos e misturados à flor da minha pele, em cada respiração e em cada vez que meu coração bate.
Mas ai volta. Todos os sentimentos, sensações e emoções voltam a me espancar a cada segundo. O mundo volta a ficar pesado e a realidade estranha. Eu me sinto triste, confusa, nervosa. Eu sinto vontade de chorar a todo instante e nunca sei exatamente o motivo. Eu não consigo sorrir verdadeiramente. Eu começo a achar que a minha simples presença incomoda, mesmo se eu ficar quieta em um canto, então começo a me excluir do mundo. Eu começo a achar tanta coisa e todas elas são tão ruins que isso começa a me sucumbir; eu começo a ser engolida viva por mim mesma.
Ter esse monstro vivendo dentro de mim não é fácil porque ele conversa muito comigo e é extremamente simpático, porém manipulador. Ele manipula minha vida e eu vivo em função dele. Mesmo quando ele sai um pouco, quando ele me dá umas férias, eu apenas fico me preparando para quando ele voltar porque eu sei que vai voltar. Ele sempre volta.
Então, se você me ama, me ame de verdade. E tenha paciência comigo, embora às vezes fique bem difícil, embora às vezes eu quase desafie você para que desiste.
Se você me ama mas sua paciência já se esgotou de tanto tentar, eu consigo entender, de verdade. Você teve mais paciência do que eu teria. Mas seja humano, entenda o meu lado e não crie ódio de mim porque eu não faço isso realmente de propósito.
Se você me ama não desista de me amar. Não canse de me amar por mais que você canse de mim às vezes.
Se você me ama saiba que eu também te amo.
Se você me ama você é incrivelmente forte porque não é todo mundo que consegue me amar.

Me mostre, amor

Para mais poesia, Show me love

Me mostre, amor.
Me mostre sua dor.
Seus sentimentos e contradições.
Sem julgamentos, me diga suas condições.
Me conte sobre suas emoções.
Me fale mais sobre suas sensações.
Se abra comigo.
Se abra para mim.
Me deixe penetrar sobre tua pele e ver o sangue correndo pela tua veia.
Me deixe penetrar na tua vida e ficar até depois de eu ser velha.
Me permita saber sobre teus segredos.
Teus medos.
Compartilhe comigo teus receios.
Sobre o amor, o mundo, o futuro, a vida.
E não se preocupe em se expor,
porque se for profundo,
ainda sim eu me aventuro,
sem dúvida.

Liberdade

Para mais poesia Morada – Forfun

O que é liberdade?

Estou em uma jaula, a porta está aberta e eu posso sair mas aqui está tão confortável, prefiro ficar.
Ser o que quiser ser. Viver da forma que quiser viver. Liberdade nada mais é que voar. Liberdade é amar.

Eu sempre me encantei com a liberdade, mesmo quando era criança e ainda mal sabia seu significado. Agora eu cresci e descobri que essa palavra é tão grande, talvez eu ainda não saiba o que significa realmente.

A verdade é que cada um carrega seu próprio significado de liberdade, alguns nem ao menos gostam desse sentimento. Sim, pra mim é um sentimento. Uma emoção, uma sensação, um amor, uma vida. A realidade mesmo é que eu não faço a menor ideia de como traduzir em palavras o que é sentir liberdade mas se eu for tentar eu diria que é como voar.

Eu nasci humana, obviamente, logo não tenho asas e não posso simplesmente abrir os braços e voar; pra mim a liberdade trás essa sensação, a de que eu tenho asas e posso voar sim. Isso não expressa nem 1% do que quero dizer mas é um bom começo.

Pense sobre isso.

Giz

Para mais poesia Diamond – Izzy Bizu

E se meu coração acelerar quando sua mensagem chegar?
E se o frio na barriga virar nevasca quando eu for te encontrar?
E se meus olhos ficarem em formato de coração só de em ti pensar?
E se com um futuro com você eu começar a sonhar?
E se, por acaso, eu me apaixonar?
E se, de sem querer, eu começar a te amar?
E se?
Pois sim.
Talvez eu te ame mais que a mim.
Talvez eu te ame e isso nunca vai ter fim.
Nosso era uma vez é matriz.
Sem essa de final feliz.
Você escreveu “pra sempre” em meu coração com giz.
E virou cicatriz.
Você é minha cannabis.
O teu efeito em mim é loucura.
E vira minha cura.
Que tem gosto de amargura.
Talvez eu precise começar a vestir minha armadura.
Talvez eu não goste mais dessa aventura.
Você virou uma diferente criatura.
E com suas garras rasgou o amor que não mais se costura.